João Torres faz o balanço das Jornadas Parlamentares do PS


O Partido Socialista promoveu as suas jornadas parlamentares, na passada segunda-feira, nos Açores, em São Miguel.

Segundo João Torres, líder da Juventude Socialista, o Grupo Parlamentar do PS escolheu a Região Autónoma dos Açores para refletir sobre o presente, mas fundamentalmente para refletir sobre o futuro.

No contexto das eleições regionais que decorrerão este ano nos Açores, onde é natural que o PS “revalide a maioria que tem conquistado ao longo dos últimos anos porque tem sabido transformar essa mesma maioria num projeto de desenvolvimento económico e social para os açorianos”, debateu-se o tema das autonomias como um fator de desenvolvimento para o conjunto do país.

“É, de facto, verdade que quer a região autónoma dos Açores quer a região autónoma da Madeira, assim como todos os territórios do nosso país, devem desempenhar um papel essencial numa estratégia fundamental de desenvolvimento integrado para o conjunto da república portuguesa.”

 

 

Para além do tema central das jornadas, afirmaram-se também algumas mensagens chave do discurso político do partido socialista, “desde logo a valorização da solução governativa que foi encontrada para virar a página da austeridade, para retomar uma agenda de direitos sociais” e para “reafirmar a vontade de transformação da nossa sociedade num momento em que todos nós reconhecemos que muito foi feito, mas muito há ainda para fazer”, disse João Torres.

O secretário-geral da JS deixou ainda uma mensagem sobre o trabalho da organização, “nós, na juventude socialista, continuamos a trabalhar de forma afincada – na assembleia da republica e através da nossa atividade quotidiana – para transformar o mundo em que vivemos, transformar o nosso país, transformar esta europa (que tanto precisa de transformações)” para, “ajudar a que esse caminho seja feito”.

Para João Torres, “as jornadas parlamentares do PS foram, por isso, uma aposta ganha em termos de oportunidade de refletir em conjunto, em termos de oportunidade de conhecer também sobre aquele que é o notável legado do Partido Socialista na governação da região autónoma dos Açores”.

Por fim, o dirigente mostrou-se convicto de que o Partido Socialista irá merecer de novo a confiança dos Açorianos nas próximas eleições regionais, “estou absolutamente confiante que vamos vencer novamente estas eleições legislativas regionais no mês de outubro”, e que está “absolutamente confiante de que esta solução governativa, de que este governo e de que este primeiro-ministro continuarão a dar o seu melhor em prol de um Portugal de futuro.”