Falar de emprego é falar dos bons resultados do Governo do PS


O deputado do PS Tiago Barbosa Ribeiro considerou, durante o debate quinzenal no Parlamento, que “falar de emprego é falar dos bons resultados da governação do Partido Socialista” e, acima de tudo, é falar de uma política alternativa “que se tornou num exemplo internacional e que permite hoje ao nosso primeiro-ministro discursar no Parlamento Europeu e ser aplaudido por todas as forças, incluindo o PPE” (Partido Popular Europeu).

O parlamentar socialista explicou que o Executivo não se limitou a “fazer diferente do que a direita fez quando foi Governo”, fez antes “exatamente o contrário daquilo que PSD e CDS defenderam” desde que deixaram de ser Governo. “A medida do nosso sucesso é a escala do vosso falhanço social, laboral e económico”, atacou Tiago Barbosa Ribeiro, dirigindo-se às bancadas da direita.

Como o PS tem memória, o deputado sublinhou que os partidos da oposição votaram contra o aumento “histórico” do salário mínimo nacional, da reposição de feriados, do programa de regularização dos precários, reforço da Autoridade para as Condições de Trabalho, e a responsabilização das empresas de trabalho temporário. Também foram contra a lei de transmissão de estabelecimento, a lei de combate ao assédio, o fim dos cortes no subsídio de desemprego, o novo regime para trabalhadores independentes e o fim das reduções remuneratórias, o que o PS lamenta.

“Contra isto e muito mais. Os senhores foram sempre contra, estiveram do contra e por isso não podem hoje reclamar os méritos daquilo que desde sempre combateram”, alertou.

Tiago Barbosa Ribeiro destacou, assim, o sucesso do atual Governo “na recuperação do emprego, na recuperação da confiança, para o qual o único contributo da direita foram votos contra e uma enorme incapacidade de compreender que a vossa fórmula não falhou porque a realidade estava errada, não falhou porque os portugueses não eram capazes, falhou porque a vossa fórmula era mesmo falhada”.