Primeiro concurso de requaliicação do IP3 deve avançar este ano


Pedro Marques disse hoje, na Assembleia da República, que o primeiro concurso para a requalificação do Itinerário Principal 3 (IP3), entre Viseu e Coimbra, deverá ser lançado este ano.

Na sua intervenção inicial, em audição parlamentar, o governante reafirmou a solução de aumentar o “número de faixas, onde tecnicamente for possível”, da infraestrutura e sem “colocar portagens, sem onerar as populações”.

Pedro Marques referiu que “tudo será feito” para que o primeiro concurso de obra deste projeto de requalificação “seja lançado este ano”.

Respondendo a questões do PS, o ministro recordou que as várias soluções que foram equacionadas para a estrutura, como uma “autoestrada, com impactos ambientais seríssimos”, ou “acabar com o IP3 e a alternativa não portajada”.

Assim, foi decidido avançar com uma verba até 140 milhões de euros, do Orçamento do Estado, para a requalificação, incluindo o “traçado mais sensível na zona da Livraria do Mondego”.

O ministro reafirmou o objetivo de dotar o IP3 de perfil de autoestrada, sempre que possível e que a “ideia é fazer requalificação integral da via”.