Congresso Nacional do PS vai preparar desafios futuros


Carlos César referiu hoje que o 22.º Congresso do PS, que se realiza na Batalha entre 25 e 27 de maio, será um “espaço de liberdade” que deverá convergir atenções para os desafios do futuro.

“As atenções que devem convergir no Congresso” devem ser “no sentido de dotar o PS de uma visão programática, de um projeto sólido para os desafios” do “futuro próximo”, garantiu o líder parlamentar socialista no final da reunião semanal do GPPS.

Deste modo, explica, “a melhor forma do Congresso do PS contribuir para a transparência do projeto do Partido Socialista e para a compreensão do que nós desejamos no futuro é justamente falar do futuro e não falar do passado”.

“O Congresso do PS é um espaço de liberdade, é para isso que nós fazemos congressos e desejamos que o sejam. Qualquer dos militantes que usar da palavra pode dizer aquilo que no seu entendimento seja importante”, garantiu Carlos César.

O também presidente do partido afastou assim “qualquer sentido de ocultação” na reunião magna do PS, recusando que o caso de Manuel Pinho possa suscitar uma posição por parte de alguns militantes.

“Nós ficamos revoltados e não admitimos que pessoas que têm responsabilidades que são assumidas em nome do interesse nacional as desempenhem em nome de interesses privados e próprios”, sublinhou.