Turmas voltam a ter menos alunos no próximo ano letivo


As turmas do 1.º ciclo vão voltar a ter 24 alunos e as de 2.º e 3.º ciclos entre 24 e 28 estudantes, no próximo ano letivo, uma redução anunciada hoje pelo Ministério da Educação.

Em setembro, “as escolas públicas voltam aos números anteriores a 2013, operacionalizando-se desde o ano inicial de cada ciclo”: as turmas do 1.º ciclo passam a ter 24 alunos e as de 2.º e 3.º ciclos entre 24 e 28.

A redução do número de alunos por turma nas escolas da rede pública é uma das medidas do ministério destinadas a promover o sucesso escolar, “através da melhoria das condições de aprendizagem e do trabalho docente em sala de aula”.

O processo de redução do número de alunos por turma já começou nas escolas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária) e avança agora para os restantes estabelecimentos de ensino de forma progressiva.

“Aos alunos com necessidades específicas que estejam em efetiva permanência na turma, em dinâmicas de verdadeira inclusão, continua a ser garantido o acesso a turmas com 20 alunos”, garante a tutela.

O ministério sublinha que, com esta medida, pretende garantir melhores condições e percursos formativos mas, sobretudo, serve “como medida potenciadora de melhores aprendizagens para todos os alunos”.

Este era um dos compromissos do XXI Governo Constitucional, da Lei do Orçamento de Estado e de promoção do sucesso escolar.